Transição Energética Justa

A Transição Energética Justa é o processo no qual se busca a mudança no modelo de produção e consumo de energia para um modelo com baixa emissão de gases de efeito estufa, sem destruir o valor econômico e social. Essas premissas são fundamentais para o Setor Carbonífero, pois representa 20 mil empregos diretos e indiretos e uma movimentação econômica de R$ 5 bilhões ao ano no Sul de Santa Catarina.

O início desta transição ocorreu com a aprovação e sanção das Leis Federal e Estadual. A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Economia Verde, em conjunto com a SATC e Siecesc atua na Elaboração do Plano de Transição, com as ações que deverão ser realizadas até 2040. Já está em desenvolvimento no Centro Tecnológico da SATC pesquisas para produção de tecnologia para a captura de CO2, usos dos resíduos do carvão e produção de fertilizantes.

  • Congresso Nacional instituiu o Programa de Transição Energética Justa (TEJ) para Santa Catarina

  • Alinhado aos demais programas de diversificação no mundo ( Acordo de Paris)

  • TEJ será efetivado e fiscalizado por um Conselho Gestor, do qual farão parte órgãos do Poder Executivo Federal, do Governo de Santa Catarina, da Associação dos Municípios da Região Carbonífera de Santa Catarina, do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão de Santa Catarina, da Associação Brasileira do Carvão Mineral e da Federação Interestadual dos Trabalhadores da Indústria da Extração de Carvão no Sul do País.
  • 0 Estado de Santa Catarina instituiu a Política Estadual de Transição Energética Justa (TEJ)

  • Cria o polo de transição justa do Sul de Santa Catarina

  • Plano para impulsionar a economia para um modelo alinhado às metas climáticas nacionais e internacionais, por meio dos Polos de Transição Energética Justa.
Recuperação de Áreas e Gestão Ambiental

Ao longo dos mais de 100 anos, o Setor Carbonífero passou por grandes mudanças na gestão ambiental. As carboníferas do Sul catarinense, juntamente com outros agentes, atuam na recuperação de áreas degradas pela mineração. Mais de 4 mil hectares já sofreram intervenção com vistas à recuperação. Em Criciúma, o Poder Público, inclusive, construiu os Parques do Imigrante e das Nações em áreas que passaram por recuperação, dando a esses locais uma função social.

Aliado a isso, há 16 anos as carboníferas do Sul catarinense possuem a certificação ambiental ISSO 14.001 de certificação ambiental. Toda a água utilizada no beneficiamento do carvão, por exemplo, é tratada e reutilizada no processo de beneficiamento. Em alguns casos, as carboníferas possuem lagos com peixes. Os depósitos de rejeitos são todos licenciados e possuem um cuidado ambiental rigoroso. O Setor Carbonífero é signatário dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

O Setor Carbonífero

A exploração do carvão iniciou há mais de 100 anos no Sul catarinense. Durante esse tempo o Setor Carbonífero passou por um grande avanço tecnológico e ambiental. Atualmente, são seis carboníferas em atuação que fornecem carvão para o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda (CTJL) , em Capivari de Baixo, que é gerido pela Diamante Geração de Energia.

Com uma movimentação econômica anual de R$5 bilhões, o Setor Carbonífero gera 20 mil empregos diretos e indiretos, envolvendo 15 municípios. São produzidos anualmente cerca de 2,4 milhões de toneladas de carvão CE4500. O transporte do minério até o Complexo Termelétrico é realizado pela Ferrovia Tereza Cristina (FTC).

Destaque

O Setor Carbonífero é um dos mais importantes em Santa Catarina, especialmente, na região Sul. Com seis carboníferas, explora o carvão mineral para abastecer o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, da Diamante Geração de Energia. O transporte do carvão é realizado através da Ferrovia Tereza Cristina.

Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc) atua na implantação da Transição Energética Justa, em parceria com a SATC; na defesa das carboníferas e de todo o Setor. Confira abaixo as empresas associadas; as ações voltadas a gestão ambiental; nossos dados estatísticos anuais e nossa história.

o-siecesc

Carboníferas Associadas

Confira as empresas que fazem parte do Carvão+

o-siecesc

Meio Ambiente

O Setor Carbonífero é comprometido com a sustentabilidade; confira nossas ações

o-siecesc

Dados Estatísticos

Acompanhe os dados estatísticos do carvão+

o-siecesc

Linha do Tempo

Confira a história e a evolução da indústria carbonífera catarinense que iniciou em 1893

o-siecesc

Origem do SIECESC

Criado em 18 de outubro de 1989, na cidade de Criciúma (SC).

Energia e desenvolvimento

Últimas Notícias

Mantenha-se atualizado em tudo o que acontece no Setor Carbonífero.
polygon-ler-mais
Futuro do Setor Carbonífero é discutido no Ecossistema de Inovação Criciúma
polygon-ler-mais
Seminário de Saúde e Segurança na mineração já tem data para ocorrer; confira
polygon-ler-mais
Recuperação ambiental vem mudando a paisagem no Sul catarinense
polygon-ler-mais
Recuperação ambiental do Sul catarinense é exemplo internacional

Empresas Associadas

Parceiros

Esse site usa cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Clique para saber mais.

Clicar em “entendi” você estará concordando com nossa política de privacidade.